Home Internet Clipe: A música que você vê

Clipe: A música que você vê

Este finzinho de 2010 está sendo absurdamente intenso para este blogueiro multitarefas e preciso confessar que cheguei ao cúmulo de convocar minha esposa para uma “reunião extraordinária e exclusiva” para passar-lhe a minha agenda de compromissos e viagens até o fim do ano, tamanha a quantidade de eventos inadiáveis que dependeriam de minha presença no apagar das luzes deste ano.

O certo é que infelizmente meus posts aqui no Observatório têm sido um pouco mais raros do que minha vontade gostaria que fosse. Então, tendo passado esse curto momento de justificativa vamos a mais um post para distrair os meus 14 leitores desse blog.

Um dos assuntos que estou há tempos para comentar tem a ver com as diversas ferramentas que o artista (principalmente o independente, esse ser incansável!) deve priorizar num processo de divulgação de seu trabalho.

Já falei muito sobre a necessidade do artista dar uma atenção especial ao ambiente web, ou seja, ter um site dinâmico, informativo, agradável e atualizado. Também já falamos por aqui da importância de saber usar de forma inteligente das inúmeras ferramentas das Redes Sociais como Facebook e Twitter, para citar algumas.

É inquestionável que a internet será a grande plataforma de trabalho e de divulgação no mercado fonográfico para os próximos anos. Só para não deixar de registrar, a Sony Music na noite desta última terça-feira (23) abocanhou 5 prêmios no Oi Digital tornando-se mais uma vez a empresa TOP no país, também na área digital. Parabéns por mais essa conquista!

Voltando ao post, o artista precisa entender que a web é a maior aliada para a popularização de sua obra, talento e trabalho. A web é uma ferramenta que explora muito a questão áudio-visual e para incrementar esse processo é fundamental que os artistas entendam a importância de investirem em vídeo clipes como mais uma ferramenta de divulgação.

A história da música mundial pode ser definida como AC e DC, ou seja, antes dos clipes e depois dos clipes. Com a chegada da MTV aos lares de milhões de norte americanos, o mercado fonográfico viu seus números crescerem exponencialmente.

Artistas com suas canções apresentadas em clipes passaram a se tornar celebridades instantâneas e a indústria passou a investir milhões de dólares em mega produções.

Antes da chegada da internet, os vídeo clipes tinham suas veiculações restritas aos programas e canais de conteúdo musical. No entanto, com o advento da web, o processo de visualização de clipes democratizou-se ainda mais e popularizou mais uma vez a música e suas produções áudio visuais.

Especificamente no mercado gospel, a produção de clipes até uns anos atrás resumia-se em veiculações nos programas de TV das gravadoras como Conexão Gospel (MK Music) e Gospel Line (Line Records), ou ainda, em alguns programas e canais de TV com programação cristã. Com isso, as próprias gravadoras investiam de forma bastante tímida nestas ferramentas de marketing e divulgação. Agora, com a web e seu enorme poder de capilaridade, o vídeo clipe volta a assumir um papel importante no mix de divulgação de artistas e projetos.

Assim como para o sucesso de um CD, o repertório é 90% da garantia de um ‘golaço’ ou de um retumbante fracasso, para um vídeo clipe, o roteiro assume importância relevante para o produto final. Em nosso meio é muito comum ver clipes no binômio artista/novela. Ou seja, imagens do artista (geralmente numa praia, montanha) e uma novela descrevendo literalmente o que a letra da canção descreve. Como grande parte dos temas das canções são muito parecidos, temos uma impressão (nada errada!) de que as músicas podem ser alteradas e as imagens dos clipes podem ser mantidas sem qualquer problema.

É fundamental que o projeto de um clipe tenha qualidade técnica com equipamentos modernos, um bom cenário, locação e tudo mais, no entanto, um roteiro criativo, takes diferenciados e uma edição bem feita são imprescindíveis! E neste caso, mais uma vez destaco que não há espaço para amadorismo e nem “jeitinhos”! Também não dá para fazer um clipe naquele velho colegiado de opiniões do primo, cunhado, esposo da cantora, assessor de assuntos aleatórios ou coisas do tipo.

O primeiro passo para a produção de um vídeo clipe é saber qual canção merecerá ser registrada visualmente. Neste momento quero destacar uma dica super importante! Nem sempre a música escolhida como single – canção de trabalho em rádios – deve ser reproduzida em um vídeo clipe. Isso porque um single é escolhido por sua força radiofônica, por ter um refrão forte e marcante. No entanto, essa força auditiva nem sempre pode ser reproduzida visualmente. Em canções pentecostais com seus anjos subindo e descendo, mar se abrindo, trovões e tudo mais, fica muito difícil ser reproduzido visualmente sem que se torne um clássico kitsch.

Assim como existem músicas radiofônicas, também existem canções visuais. Onde o arranjo, a letra, o clima da canção permite tomadas diferenciadas de câmera, locações criativas e uma edição bem adequada com a linguagem cinematográfica. Sem dúvida que a melhor opção para a massificação de um hit é que além de ser tocado nas rádios, também possa contar com uma versão em vídeo clipe. Este é o melhor dos mundos! No entanto, devemos ter uma análise bastante criteriosa da canção e do roteiro para que o clipe seja positivo e não detone todo o projeto de divulgação do álbum.

Da mesma forma em que você deve escolher um produtor musical de qualidade, o mesmo deve ser feito na escolha do diretor do clipe. Procure conhecer melhor a história do profissional e veja sua galeria de clipes e produções. Não seja você a cobaia ou o início do portifólio do jovem diretor. Prefira um profissional gabaritado e com algumas produções no currículo.

Escolhido o diretor do vídeo clipe, selecione a canção a ser trabalhada. Estabeleça o roteiro do clipe, analise o passo a passo da produção. Selecione locações. Observe atentamente o figurino, maquiagem e tudo mais. Depois das imagens captadas atenção total à edição das imagens.

Com o clipe finalizado e aprovado. Use a assessoria de imprensa e redes sociais para pulverizar o clipe no máximo de locais de exibição possíveis. Não deixe de listar os programas e canais de TV com programação cristã para enviar sua produção. Geralmente estas TVs são ávidas por material de qualidade e você não terá muita dificuldade em ver seu vídeo clipe ser veiculado sem qualquer custo extra de investimento.

Então, agora é só “Luz, Câmera e Ação!” Muita ação! Mexa-se!

______________________________

Mauricio Soares, publicitário, tricolor, alguém que ama ir ao cinema mas que ultimamente tem assistido “clássicos” infantis.

Notícias relacionadas

  • http://twitter.com/carlosandreg/status/8175567367049216 Carlos.Andre.Gomes

    @mauriciossoares RT @TopsyRT: Clipe: A música que você vê http://is.gd/hPfbo

  • http://twitter.com/mauriciossoares/status/8177369101639680 Mauricio Soares

    RT @CarlosAndreG: @mauriciossoares RT @TopsyRT: Clipe: A música que você vê http://is.gd/hPfbo

  • http://twitter.com/leandromegafone/status/8178471075315713 Leandro Bher

    RT @CarlosAndreG: @mauriciossoares RT @TopsyRT: Clipe: A música que você vê http://is.gd/hPfbo

  • http://www.twitter.com/cristianotorres Cristiano

    Ola Maurício, Então sou o seu 15º leitor. Além de ser seu seguidor do Twitter, virei seu fã incondicional, você é um excelente profissional e sabe separar muito bem as coisas de Deus das coisas do mercado, isso faz toda diferença. que Deus continue te abençoando e levantando pessoas do bem como você.

  • Silas

    Olá Mauricio,
    Achei muito legal o seu texto sobre vídeo clipe, porém, qual a sua sugestão para um radialista formado que queria começar a gravar clipes?
    Deus o abençoe…

  • http://http://twitter.com/felipe_pacca Felipe Pacca

    Parabéns…
    Mas um super dica, principalmente para os artistas independentes ou aqules que ainda não acordaram para a realidade e importância do ambiente web.

    Obrigado Mauricio.
    Grande Abraço
    Que apesar da agenda lotada, o Espirito Santo possa proporcionar renovo diário em sua vida.

  • http://twitter.com/mauriciossoares/status/9553883638538240 Mauricio Soares

    RT @TopsyRT: Clipe: A música que você vê http://is.gd/hPfbo – Post no Observatório Cristão. Leia e dê RT

  • http://twitter.com/rejannefranca/status/9553945076699136 cantora Rejanne F.

    RT @mauriciossoares: RT @TopsyRT: Clipe: A música que você vê http://is.gd/hPfbo – Post no Observatório Cristão. Leia e dê RT

  • http://twitter.com/cassiane_blog/status/9554437152440320 Cassiane Noticias

    RT @mauriciossoares: RT @TopsyRT: Clipe: A música que você vê http://is.gd/hPfbo – Post no Observatório Cristão. Leia e dê RT

  • http://twitter.com/pcbaruk/status/9554495872704512 Paulo César Baruk

    li e aprendi!! RT @mauriciossoares: RT @TopsyRT: Clipe: A música que você vê http://is.gd/hPfbo – Post no Observatório Cristão. Leia e dê RT

  • http://twitter.com/jonnyrodriguez/status/9555132500942848 Jonny Rodriguez

    RT @mauriciossoares: RT @TopsyRT: Clipe: A música que você vê http://is.gd/hPfbo – Post no Observatório Cristão. Leia e dê RT

  • http://twitter.com/niel_bass/status/9556111715733504 DANIEL LIMA

    RT @pcbaruk: li e aprendi!! RT @mauriciossoares: RT @TopsyRT: Clipe: A música que você vê http://is.gd/hPfbo – Post no Observatório Cris …

  • http://www.purogospel.com.br Ernesto

    Muito interessante… Só não entendi esse papo de 14 leitores.

  • http://twitter.com/mauriciossoares/status/12593506505723904 Mauricio Soares

    RT @TopsyRT: Clipe: A música que você vê http://is.gd/hPfbo – Post Observatório Cristão

  • http://twitter.com/tonyricardo/status/12595600897867776 TONY RICARDO

    #aprendendo os melhores posts sobre mercardo gospel @mauriciossoares observatório Cristão http://is.gd/hPfbo

  • http://twitter.com/edd_new/status/77879301160173568 Edd New

    RT @TopsyRT: Clipe: A música que você vê http://t.co/tgwrfXX