SHOPPING CART

Carta para um jovem artista

Nos últimos dias, talvez sofrendo de uma abstinência crítica, escrevi freneticamente muitos textos. Alguns destes materiais já foram publicados por aqui no blog. Outros foram arquivados para uma nova lufada de inspiração e ajustes complementares. Alguns textos são apenas fragmentos de um insight que resolvo guardar num arquivo para que num momento mais à frente eu possa recuperá-los e desenvolvê-los. Acumulo frases, títulos, pequenos releases, arremedos de textos, colagens de outros materiais que encontro na web ou mesmo publicado. Meu computador é um mundo todo próprio. Não sou muito organizado em se tratando desta faceta de minha vida. Às vezes clico num arquivo e ali encontro uma única palavra. Demoro-me às vezes a lembrar por qual motivo decidi que deveria guardar aquela simples palavra.

Por onde tenho estado ultimamente sempre tenho recebido felicitações e elogios pelo blog. Me impressiona ainda hoje ver o quanto de gente que costuma ler meus textos e aplicá-los em seu cotidiano. Já recebi mensagens emocionadas de como uma única frase escrita ali mudou por completo a vida de algumas pessoas. Acho muito interessante porque, na verdade, o ato de escrever para mim é algo extremamente prazeroso e até mesmo terapêutico. Acredito que não mais do que 30% dos meus textos conseguem romper meu próprio critério e acabam publicados no blog. Mas o meu objetivo ao reservar alguns minutos para escrever não é assumir um tom professoral, algo meio guru … nada disso! Na verdade, creio que o simples ato de escrever acaba me abrindo novos horizontes, novos pontos de vista, alargando meu conhecimento.

E por falar em conhecimento, quero aproveitar esse momento para trazer uma rápida mensagem aos jovens (e também aos nem tão jovens assim!) postulantes a uma carreira artística no meio gospel. Muito já falei por aqui, também em palestras, entrevistas, sobre a necessidade de se buscar o conhecimento técnico em prol de uma maior profissionalização e qualidade das atividades. No entanto, conversando com um jovem cantor recentemente, comecei a dar muitas dicas sobre como e o que fazer no início de sua caminhada no meio artístico. Só que entre questões de marketing, postura, estratégia, fiz questão de destacar que, principalmente nesse momento de largada, o mais importante para aquele jovem seria encher-se da presença do Espírito Santo! E comecei a trazer exemplos de algumas pessoas que conheci ao longo destes mais de 20 anos que vivenciaram experiências fantásticas com Deus e que depois suas trajetórias artísticas foram diferenciadas.

Sem dúvida, ter uma fonoaudióloga, manager, assessoria de imprensa, todo um staff por detrás ajuda bastante, mas nada se compara a ter uma experiência individual com Deus. Confesso que me assusta ver alguns artistas que não cultivam um tempo íntimo com o Senhor. Vejo que certos artistas entraram numa roda viva alucinada, correndo de evento em evento, de aeroporto em aeroporto e acabam até mesmo se afastando da leitura diária da Bíblia. E como você pode transbordar de algo que está vazio? Não há lógica nisso! Como você pode querer ministrar sobre as vidas de outros, se nem mesmo na sua vida você ministra? Temos que estar alertas para esse ritmo intenso do dia a dia! É muito bom ter uma agenda cheia, viajar pelo país, conhecer pessoas, ter uma vida confortável economicamente, mas de que adianta tudo isso se perdermos a intimidade com aquele que é o maior motivo de nossa existência?

Neste papo com o jovem artista trouxe o exemplo do pessoal do Toque no Altar que muito antes de estourarem em todo o país com suas canções, seus integrantes passaram durante meses evangelizando nos trens da Central do Brasil no Rio de Janeiro, estudando diariamente a Palavra, lendo diversos livros devocionais, sendo ministrados por diversos pastores … investiram tempo com Deus, buscaram e o acharam. Para este investimento, o retorno é garantido!

É por afastarem-se dessas questões elementares que, infelizmente, hoje nos deparamos com muitos artistas com suas vidas completamente destruídas. Não são poucos aqueles que acabaram isolados por não cultivarem amizades saudáveis. Alguns, mesmo tendo uma absurda fonte de receita ao longo dos anos, têm suas vidas financeiras no mais rubro vermelho atualmente. Afora os casamentos desfeitos, famílias despedaçadas, filhos em crise e toda gama de problemas. E o mais impressionante é que muitos destes mencionados, seguem viajando pelo país se apresentando nas igrejas, eventos e palcos como se suas vidas estivessem na mais absoluta calmaria.

Então, minha palavra neste momento é para que você, artista ou postulante a tal, dedique seu tempo para ter uma intimidade plena com o Criador. Converse com Ele. Estude sua Palavra. Sinta Sua presença. Clame pelo seu amor e misericórdia. Peça por novas estratégias, por sabedoria, para que pessoas boas possam cruzar sua vida. Distribua o seu amor. Invista em sua igreja local. Seja discipulado. Invista em tempo a sós com Deus. Encha-se da presença dEle. Fuja da rotina cotidiana que tende apenas a nos afastar do convívio com nosso Salvador.

E, finalizando, se você não é um artista, assim como eu, esse texto se aplica de igual forma. Nada é mais importante e maravilhoso do que um tempo de convivência intensa com Deus e sua Palavra. Aproveite este dia para começar esse projeto. Vamos juntos?

 

Mauricio Soares, apenas uma pessoa tentando melhorar a cada dia. Pai do Fernando, Leonardo, Benjamim e cada dia mais apaixonado por minha esposa, Renata.

Deixe uma resposta