SHOPPING CART

DICAS CURTAS PARA QUEM PRETENDE NÃO ERRAR MUITO

Quando comecei a trabalhar num escritório de uma administradora predial com meus 18 anos, nunca havia tido uma experiência profissional. Aquele ambiente era algo absolutamente diferente de tudo o que eu tinha de vivência pessoal até então limitado a colégio, cursos, quadras esportivas, igreja e praia, muita praia. Não sabia que havia um código de conduta corporativa, o que era pressão, prazos, responsabilidade … enfim, vivia um universo completamente próprio e pueril e todas aquelas coisas me soavam absurdamente estranhas. Uma das coisas loucas àquela época é que num ambiente fechado de escritório os funcionários podiam livremente acender seus cigarros e baforar a fumaça calmamente enquanto trabalhavam. Algo impensável hoje em dia! Me lembro que para adaptar-me ao novo ambiente até mesmo comprar novas roupas tive que providenciar, afinal, trabalhar de bermudão ou camisa de malha não era possível naquele local.
E baseado nesta experiência, de observar o ambiente e adaptar-me aos códigos e cultura própria de um escritório em tempos distantes, dedicarei alguns minutos de meu tempo de repouso pós-operatório para elencar algumas dicas e detalhes importantes para quem pretende se integrar ao universo artístico gospel. As dicas serão na verdade uma miscelânea de assuntos sem qualquer lógica ou padrão. À medida que os assuntos brotarem em minha mente, sem filtro, irei destacá-los neste post. Então, respire fundo e vamos em frente!

– Nunca, jamais, em tempo algum escreva uma carta contando sua história como se fosse uma novela de Janete Clair transferindo a responsabilidade pela realização de seu sonho ou promessa (Oh, Lord!) para os diretores ou gerentes artísticos da gravadora. Isso NUNCA funciona! Não que estes profissionais sejam vis, cruéis, sem coração (a maior parte pelo menos) e não se emocionam por nada, mas o dia a dia recebendo histórias e mais histórias dos mais variados roteiros é natural que a sensibilidade seja uma das características menos presentes nestes profissionais. Então, seja direto! Nada de muita embromação!

– Se você acredita que enviando um CD pelo Correio é uma estratégia que irá funcionar, saiba que outras 897 pessoas pensaram exatamente da mesma forma somente no último mês. Ou seja, os Correios estão faturando bem com esta estratégia e somente eles. Como já afirmei outras vezes, em 25 anos de mercado, NUNCA contratei ninguém por ter recebido um material de apresentação pelo Correio.

– Não meta o carro na frente dos bois. Se você ainda não gravou um disco, não tem uma agenda relativamente intensa de apresentações ou sequer canta no ministério da sua igreja local, não tem nada a ver, já procurar uma gravadora para ser contratado. Dê tempo ao tempo. Trabalhe bastante e busque crescer de forma independente até que um dia possa ter consistência para ser conhecido por um profissional de gravadora.

– Corra dos açesores de imprensa que não conseguem sequer escrever uma frase sem vilipendiar a língua pátria. Muito cuidado com quem anda “divulgando” seu projeto, marca ou nome junto às mídias. Há uma lista de açesores extremamente já conhecidos pelo mercado que na verdade são sinômino de subcelebridades, vergonha alheia e coisas do tipo. Uma pesquisa antes de se contratar os serviços é fundamental!

– Uma das coisas que chama a atenção negativamente é forçar a barra em relacionamentos que não são naturais, ou seja, não se faça de íntimo de quem sequer sabe o seu nome ou a data de seu aniversário. Com a popularização das redes sociais criou-se uma idéia de que todos somos uma grande comunidade de “amigos de infância”. Não é porque um artista ou mesmo um profissional respondeu a tweet seu em meio a uma tarde de quarta-feira que a partir de agora vocês se tornaram “irmãos de sangue”. Você não precisa rir de piadas sem graça, elogiar o rebento do artista como se fosse o bebê Brad Pitt, curtir todo tipo de post ou comentar todo conteúdo publicado pelo seu “amigo de fé”. Por favor, tenha bom senso. Não force a entrada no grupo de amizades entre cantores, mídias ou mesmo profissionais do mercado. Relacionamentos devem ser feitos e conquistados de forma natural.

– Fuja dos desaiguiners que não possuem o mínimo apuro e senso estético e que entendem que com 30 dias de curso de correspondência são capazes de produzir peças fantásticas! Nestes blogs que pululam pela grande rede é impressionante a quantidade de ‘entendidos’ que adoram opinar sobre os projetos gráficos dos artistas. Alguns chegam ao cúmulo de criar capas e projetos gráficos baseados em fotos da web como se fossem grandes profissionais e estetas. Isso é de uma falta de ética profissional assombrosa! Se você pretende ter um projeto de qualidade, há um preço a se pagar. Não economize onde você não deve, esteja atento a isso!

– Fotógrafo é bem mais do que aquele rapazinho com visual moderno, cabelo com gel e que empunha uma câmera com uma lente enorme. Saiba identificar quem atua como profissão, estuda com afinco, busca novas técnicas e quem segue a fotografia como hobby ou principalmente como uma oportunidade de se garantir uma grana extra no fim do mês. Tem muita gente orelhuda oferecendo seus serviços por aí … atenção total! Todo cuidado com profissionais que oferecem seus serviços com planos facilitados de Casas Bahia …

– “Estou buscando um apoio. Melhorar um pouco mais minha presença nas redes sociais” – Este tipo de intenção é absolutamente necessária e importante nestes dias, mas assim como os demais prestadores de serviço, há uma horda de pessoas prometendo o que não conseguem entregar. Poucas são as empresas ou profissionais que realmente conseguem desenvolver um plano estratégico que merece ser respeitado e seguido à risca. Assessoria de marketing digital não é um rapazinho com espinha na cara postando fotos no Instagram ou posts com versículos na fanpage. Há toda uma ciência e técnicas específicas que precisam ser analisadas e seguidas para se alcançar os resultados esperados.

– Em tempos digitais pode ser uma boa estratégia gravar e lançar um single antes de se finalizar todo o projeto. De alguma forma voltamos à estratégia de lançamento das gravadoras no tempo dos LPS onde os artistas lançavam discos com duas ou até mesmo uma única faixa antecipando-se ao lançamento do álbum completo. A novidade neste caso é que além da faixa em áudio, o ideal é que seja disponibilizado o mesmo conteúdo em vídeo. O melhor dos mundos é que o artista produza um vídeo clipe, mas na escassez de recursos, até mesmo um Lyric Video já vale. Sugiro que você leia um texto publicado por aqui recentemente que fala justamente sobre as novas ferramentas. Ultimamente tenho escrito muita coisa a respeito deste assunto, vale a pena pesquisar no blog todo o conteúdo já publicado.

– Uma das coisas mais assustadoras em nosso meio é o figurino dos artistas. Tudo bem que de um artista não se espera um guarda-roupa tradicional, quadrado ou simples. Aos artistas é permitido um certo glamour, uma leve audácia em se tratando de figurino, mas daí a vestir-se como um vaqueiro, drag queen ou um lenhador recém saído do Alasca é um pouco demais. No ambiente pentecostal, em especial, os figurinos são altamente perigosos com aqueles sapatos masculinos de bico fino bi e até tricolor, ternos de Jim Carey com tons verdes esmeralda, vermelho caqui ou amarelo ovo, camisas sociais com apliques e detalhes em profusão. No dress code pentecostal feminino a criatividade é enorme e sinceramente não tenho nem como comentar nada agora. Para isso farei um texto específico para tratar deste assunto em outra oportunidade. Mas resumindo, em se tratando de figurino, procure a ajuda de um verdadeiro profissional (algo raro em nosso meio), folheie algumas revistas de moda ou simplesmente opte pelo menos, que nesse caso pode ser mais!

Como hoje estou no esquema de home office, vou ficando por aqui. Preciso responder a alguns e-mails e finalizar alguns outros trabalhos pendentes. Quero incentivar a você, um dos 66 leitores assíduos do Observatório Cristão a pesquisar alguns dos textos publicados por aqui nos últimos anos. Tenho me divertido muito ao ler textos publicados há 4, 5 anos atrás e perceber o quanto conseguimos acertar e errar nos prognósticos apresentados nos textos. Quero incentivá-lo também a aproveitar o espaço de comentários abaixo dos textos postados. É muito bom poder receber o feedback dos leitores do blog.

Vamos em frente!

Mauricio Soares, publicitário, jornalista, alguém que aprendeu com erros e acertos e que definitivamente quer ficar distante dos cálculos, renais é claro!

Mauricio Soares, publicitário, jornalista, observador, caixeiro-viajante que morre de saudades de casa, atuando no mercado gospel há alguns anos e confiante de que em algum dia as coisas ficarão mais fáceis para todos nós que militam nestesegmento.

3 Comments

  • Lucas Thiago

    13/08/2014 at 08:49

    Nossa que ótimo o site esta no ar novamente, alguns meses atras estava off então meio que abandonei o blog em algum canto dos favoritos rsrsrsrs que legal que voltou, de cara nova ainda. aprendo muito com seus texto mauricio muito obrigado!

    Responder
  • Clodoaldo Pereira Luiz

    19/08/2014 at 17:05

    Olá Maurício ! PAZ !

    NÃO sou um leitor assíduo do blog, mas sempre que posso dou uma passadinha por aqui !

    Acho super válido e precioso.

    Já li vários textos interessantes e lúcidos. Sem falar, é claro, nas suas 2 décadas e meia de experiência num “mercado” ao qual estou há pouco mais de 4 anos.

    Vejo o blog como uma espécie de work shop ou “mapa da mina do tesouro” para iniciantes e pessoas que já estão há alguns anos na caminhada, assim como eu.

    Parabéns pela iniciativa e que o ETERNO continue te abençoando, como ELE o tem feito.

    Abraços!

    Responder
  • Neemias

    22/08/2014 at 15:39

    Olá Mauricio! a Paz!
    A pouco tempo conheci o blog, sempre que posso estou lendo alguns pôsteres e gostaria de parabenizar pela inciativa, seus temas e a forma como discorre ajuda-nos a ser pessoas melhoras, cristãos melhores.

    Sobre este assunto em específico confesso que pra mim foi muito válido, já paguei alguns micos e cometi algumas gafes que no texto foram citadas, mas com o tempo a gente amadurece e conquistando conhecimentos mudamos e nos transformamos.

    Que Deus continue te abençoando e usando para abençoar muitas vidas.

    Abraços!

    Responder

Deixe uma resposta