Empresas seculares aproximam-se do mercado gospel

Com a entrada da Sony Music no mercado de música gospel, o processo de aproximação de empresas com o segmento evangélico nacional ficou ainda mais evidente. Além da multinacional, gigante do mercado fonográfico mundial, empresas como Bradesco, Mapfre Seguros e Sulamérica Capitalização já iniciaram ações específicas para atingirem o mercado gospel.
Uma das empresas pioneiras nesta estratégia, o Bradesco possui um departamento específico para atender o mercado evangélico onde atua há pelo menos 10 anos. Outra empresa que vem com toda a força neste segmento é a espanhola Mapfre que promete nos próximos dias lançar um projeto específico ao público consumidor evangélico, algo como um cartão de benefícios e descontos com acesso a facilidades a inúmeros estabelecimentos comerciais entre outras vantagens. O lançamento deste projeto será feito em grande evento que contará com show do cantor norte americano Michael W. Smith no Ginásio do Ibirapuera em São Paulo.
Quem já mostrou que vem com tudo no meio gospel é a empresa Sulamérica Capitalização que participa ativamente do projeto do programa de TV “Desafio da Música Gospel”, que vai ao ar todos os sábados na Rede TV! – www.desafiodamusicagospel.com.br.
Entendendo que o público consumidor cristão vem crescendo mais e mais a cada ano, inclusive com estimativas de crescimento vertiginoso nas próximas décadas alcançando 50% da população brasileira, resta apenas uma dúvida: como estas empresas alcançarão seus objetivos de acordo com suas expectativas se ainda somos um mercado carente de mão de obra especializada e de dados estatísticos confiáveis, entre outros aspectos?
Vai aí uma dica importante para você que ainda está indeciso quanto à escolha do curso universitário. Cada vez mais precisaremos de profissionais de marketing, estatísticos, pesquisadores, jornalistas, sociólogos, profissionais de web e afins, com especialização no meio gospel como nicho de consumo específico.

Com a entrada da Sony Music no mercado de música gospel, o processo de aproximação de empresas com o segmento evangélico nacional ficou ainda mais evidente. Além da multinacional, gigante do mercado fonográfico mundial, empresas como Bradesco, Mapfre Seguros e Sulamérica Capitalização já iniciaram ações específicas para atingirem o mercado gospel.

Uma das empresas pioneiras nesta estratégia, o Bradesco possui um departamento específico para atender o mercado evangélico onde atua há pelo menos 10 anos. Outra empresa que vem com toda a força neste segmento é a espanhola Mapfre que promete nos próximos dias lançar um projeto específico ao público consumidor evangélico, algo como um cartão de benefícios e descontos com acesso a facilidades a inúmeros estabelecimentos comerciais entre outras vantagens. O lançamento deste projeto será feito em grande evento que contará com show do cantor norte americano Michael W. Smith no Ginásio do Ibirapuera em São Paulo.

Quem já mostrou que vem com tudo no meio gospel é a empresa Sulamérica Capitalização que participa ativamente do projeto do programa de TV “Desafio da Música Gospel”, que vai ao ar todos os sábados na Rede TV! – www.desafiodamusicagospel.com.br.

Entendendo que o público consumidor cristão vem crescendo mais e mais a cada ano, inclusive com estimativas de crescimento vertiginoso nas próximas décadas alcançando 50% da população brasileira, resta apenas uma dúvida: como estas empresas alcançarão seus objetivos de acordo com suas expectativas se ainda somos um mercado carente de mão de obra especializada e de dados estatísticos confiáveis, entre outros aspectos?

Vai aí uma dica importante para você que ainda está indeciso quanto à escolha do curso universitário. Cada vez mais precisaremos de profissionais de marketing, estatísticos, pesquisadores, jornalistas, sociólogos, profissionais de web e afins, com especialização no meio gospel como nicho de consumo específico.

Mauricio Soares

5 Comments

Deixe uma resposta