Não sejais ansiosos ou Observando o tempo para a vida saudável

clocks-copy
Tarde de sol, brisa agradabilíssima em uma aprazível sexta-feira em Belo Horizonte. Sentados num restaurante estamos eu e um grande recente amigo conversando sobre assuntos tão diversos como as perspectivas do mercado de música gospel, as mudanças do mercado fonográfico brasileiro, a culinária mineira e sobre o temperamento e atitudes de pessoas que conhecemos em comum. No dia desta conversa tão agradável, vivemos momentos que antecediam à gravação de um mega projeto da banda Skank no último ato do Mineirão antes de fechar para as obras da Copa do Mundo de 2014, o DVD reunindo antigos sucessos e os hits mais recentes do quarteto mineiro.

Mas voltemos ao papo no restaurante em um belo fim de tarde da capital mineira. Entre todos os assuntos já mencionados nos prolongamos em comentários sobre um determinado profissional do mercado que apesar de seu enorme talento, estava literalmente fechando portas por sua enorme ansiedade em ‘queimar etapas’. O dito cujo em questão é, sem dúvida, um profissional de qualidade inquestionável capaz de transformar um artista mediano num artista talentoso. Nós dois concordávamos que aquela pessoa realmente tinha um talento diferenciado em meio à mesmice do mercado fonográfico, mas toda esta qualidade vinha por água abaixo quando abria a boca e destilava toda sua ansiedade em comentários, atitudes e mesmo estratégias absurdamente equivocadas.

“O tempo é senhor da razão”. Já ouvi esta frase muitas vezes e confesso que em minha juventude achava essa afirmação um pouco forçosa para justificar a supremacia dos mais velhos sobre o ímpeto dos jovens. Hoje com um pouco menos de juventude, com alguns cabelos brancos insistindo em aparecer, percebo claramente como devemos saber lidar com o tempo. A Bíblia é pródiga em nos ensinar a saber lidar com esse imponderável, o tempo. No texto sagrado afirma-se que há o tempo para se plantar e o tempo para se colher, mas não se define claramente o quanto este tempo demorará, apenas menciona-se que estes dois períodos são significativos para a vida e devem ser observados meticulosamente.

Em Eclesiastes e diversos outros momentos da Bíblia temos ensinamentos que nos falam a respeito da importância em termos paciência para alcançar os objetivos. Recentemente estive participando da Expo Cristã, a maior feira de produtos cristãos da América Latina. Após seis dias de intenso trabalho junto a lojistas, artistas, mídias e o público em geral, finalizo o evento com uma enorme caixa contendo aproximadamente 250 CDs, DVDs e CDRs para audição e análise de pretendentes a contratados da gravadora.

Os discursos dos artistas aspirantes a uma vaga na gravadora é praticamente o mesmo – “Ouve aí, estamos com uma proposta diferenciada. Esse CD já é sucesso na minha região! Deus tem uma promessa pra minha vida! Só estamos precisando de uma chance para despontar em todo o Brasil. Me dá seu cartão! Você ouve mesmo? Posso te ligar? Em quanto tempo? – pode ser um cantor sertanejo, uma banda de punk rock, uma cantora pentecostal, um cantor lírico ou o estilo que for, as perguntas são sempre as mesmas. Mas tem outra característica que se repete sempre nestes encontros: a enorme ansiedade por uma resposta e a necessidade de uma aceitação para o cast de uma gravadora como se aquele fosse o verdadeiro nirvana da carreira artística.

Tive casos em que durante a própria Feira fui perguntado se já havia dado tempo para ouvir o trabalho que me foi entregue nos primeiros dias. A minha resposta sempre lacônica é de que muito mal havia conseguido dormir depois de dias tão estafantes. O evento finda-se no domingo e como não sou um executivo de escritório, que não acompanha a equipe nos seus afazeres, geralmente sou um dos primeiros a chegar e seguramente um dos últimos a abandonar o stand da companhia, portanto, fico trabalhando até às últimas horas do domingo. Na segunda-feira seguinte geralmente finalizamos os últimos detalhes e partimos de volta para o Rio de Janeiro. E é a partir daí que o mais incrível começa a acontecer, pois já na própria segunda-feira as cobranças pela audição e opinião dos materiais entregues começam a chegar de todo canto do país!

Nem se eu me dedicasse em tempo integral conseguiria ouvir 250 CDs em 30 dias! Some-se ao fato de que quando eu saí para a Expo Cristã já tinha em minha sala outros 400 a 500 CDs na fila de espera e que normalmente tenho recebido outros 10 a 30 novos materiais por semana através dos Correios. Em suma, como não faço somente o trabalho de audição de CDs, muito pelo contrário, a possibilidade de todo material entregue ser analisado nos próximos 2 anos é bastante remota. Mas deixando de lado essa minha labuta cotidiana, voltemos ao tema do tempo e aliado a ele, falemos um pouco mais do mal associado a si, a saber: a ansiedade.

Para um profissional como eu, dizer ao pretendente à carreira artística de que no tempo certo as coisas acontecerão ou de que Deus sabe nosso destino e de que o tempo dEle é o tempo ideal, é extremamente confortável, afinal de contas, como cristãos, devemos entender de que nem um fio de nosso cabelo cai de nossa cabeça sem que Ele saiba, portanto devemos apenas estar no centro da vontade e aguardar pelo melhor que está por vir! Mas sei exatamente que o que o meu interlocutor quer ouvir é que gostei do material, de que ele tem potencial e que o contrato será assinado amanhã antes do meio dia! Isso, confesso a vocês, em 20 anos de mercado jamais aconteceu comigo e acho difícil que venha a acontecer nos próximos anos.

Não estou dizendo que devemos esperar sentados pela vontade divina em transformar nossas vidas. Temos que fazer nossa parte, sem dúvida, e para isso existem inúmeras questões que devem ser trabalhadas pelo pretendente a artista, ações que constantemente temos abordado em nosso blog Observatório Cristão. O que quero destacar nesse post é justamente a importância de saber lidar com o tempo! Não deixe que a frustração pela demora nos acontecimentos derrube sua convicção por dias melhores, o importante, o crucial é a forma como lidar com a questão do tempo! E a forma de lidar com a ansiedade deve ser tratada com muita atenção! Já disse que o caminho natural de um artista talentoso até uma gravadora passa inexoravelmente pela igreja local, o sucesso no bairro, na cidade, na região, no Estado até chegar aos ouvidos de algum profissional de gravadora e a partir daí, quem sabe, integrar o cast de uma empresa. Só que esta ‘estrada’ pode durar 2, 5, 10 anos, não é algo científico, racional! Então se não temos o controle do tempo, ao menos temos o controle de nossa carreira e de nosso talento e neste quesito, o foco é fundamental. Jamais perca o foco! Independente da área de sua vida, se você estabelecer foco nos objetivos, persiga-os até alcançá-los!

Retornando ao papo de Belo Horizonte, sentados à mesa do restaurante, chegamos à conclusão de que o tempo tem seus desígnios. Também concluímos de que no mercado em que atuamos, em especial, o tempo é um fator importante no processo de maturação, crescimento e sucesso, seja de artistas, seja de produtores, seja de managers ou mesmo profissionais de gravadoras. E se você quer saber daquele profissional citado no início deste texto, pois bem, ele acaba de deixar de participar de um mega projeto que talvez fosse o grande upgrade de sua carreira. Enfim, não soube lidar com o tempo!

____________________________________________

Mauricio Soares, publicitário, consultor de marketing, palestrante, colunista de algumas revistas e sites e alguém que coleciona em seu currículo o descobrimento de alguns artistas que depois se tornaram referências no mercado gospel e outros nomes que após um determinado momento de exposição, mesmo talentosos, retornaram ao ostracismo.

70 Comments

Deixe uma resposta