Home Destaques O sucesso é bom mas exige cuidados!

O sucesso é bom mas exige cuidados!

A esmagadora maioria dos textos publicados por aqui no blog são fruto de conversas com amigos, profissionais ou mesmo em encontrosfortuitos com pessoas que vão surgindo em nosso caminho. Este novo post é baseado em uma rápida conversa que tive o prazer de manter com 2 simpáticas pessoas que sequer conhecia até então. Elas foram as responsáveis em recepcionar-me no aeroporto em uma de minhas últimas viagens. No trajeto entre o aeroporto e o destino final fomos conversando sobre os mais variados assuntos até que surgiu o assunto que irei desenvolver a partir de agora.

O sucesso é bom. Muita gente persegue o sucesso. O sucesso pode ter diferentes significados, dependendo do ponto de vista. O sucesso é fruto de trabalho árduo. O sucesso abre portas. O sucesso não é democrático, ele é extremamente seletivo. O sucesso é um risco em si. Podemos ter sucesso de diferentes formas! O que é sucesso para uns, não significa nada para outros.

Sucesso …

Muito me perguntam sobre o que se fazer para alcançar o sucesso. A minha resposta é sempre a mesma, ou seja, acredito que há alguns aspectos que devem ser observados com atenção para alcançar estes objetivos. Do ponto de vista artístico há uma série de pontos que somados podem contribuir para uma carreira de sucesso. Carisma, talento, disposição, inteligência, disponibilidade financeira, estrutura de apoio, visão, conhecimento em marketing, boa apresentação, repertório, entre outras coisas. Mas a ressalva também sempre é a mesma, apesar da conjunção destes fatores, nada garante osucesso. Em contrapartida, para alcançar o fracasso retumbante também há uma série de fatores que somados podem acarretar no verdadeiro desastre. A diferença é que a soma de todos ou mesmo alguns destes fatores, garantem plenamente alcançar-se o fiasco absoluto. Sugiro que vocês leiam um texto publicado aqui mesmo no Observatório um texto sobre este assunto. Segue o link http://www.observatoriocristao.com/site/?p=1321

Como já dissemos anteriormente o sucesso é bom. Mas ele também é uma tragédia se não for bem administrado. E é aí que volto à conversa citada na introdução deste texto. Conversa vai, conversa vem, eis que surge o assunto sobre um determinado cantor de sucesso. Poucos segundos de iniciado este novo tema em nossa conversa, a pessoa foi logo dizendo que aquele artista tinha fechado todas as portas em sua denominação. Não quis me aprofundar no que havia acontecido para o ‘fechar de portas’, mas complementei de que em minhas andanças pelo país este era um fato que se repetia com umaaltíssima frequência. O que por si só já era temerário!

Também em outro texto publicado aqui mesmo no blog, comentei sobre a necessidade de observarmos os exemplos de outros personagens para aprendermos justamente com estas experiências e pouparmo-nos de eventuais problemas. Neste texto inclusive fiz menção ao erro trágico de Hitler de invadir a URSS na 2a Grande Guerra Mundial, em pleno inverno, fato que também havia acontecido na campanha napoleônica e que em ambas ocasiõesacarretaram na derrota dos respectivos exércitos. No ambiente artístico sãoinúmeros os casos de fenômenos que conheceram o sucesso e posteriormente tornaram-se fracassos avassaladores. A sucessão de casos é tão grande que chega a causar espanto como que as pessoas não alertam de que aquela história pode se repetir com si próprio.

O sucesso é bom, mas ele não aceita desaforos. Um dos maiores riscos para quem alcança o sucesso é acreditar que ele é fruto puro e simplesmente de seu próprio esforço ou talento. Não existe sucesso independente! Ninguém alcança o sucesso sozinho. Parece óbvio, mas muitos artistas fazem questão de creditar o seu próprio sucesso a si mesmo. Acho que uma das contra-indicações do sucesso é justamente a perda de memória. Interessante mesmo! Outra mudança comportamental fruto do sucesso é a crença de que tudo o que o artista faz é certo! É impressionante como tem gente (a lista é grande!) que crê que tem algo sobrenatural que o permite fazer as maiores loucuras e ainda imaginar que estas atitudes não terão repercussão negativa para a própria carreira. Como costumo dizer, quando um artista faz sucesso ele veementemente acredita que até o seu suor corporal tem cheiro de perfume francês … oh Lord! (na voz do Lázaro).

Seguindo com a lista de contra-indicações, o sucesso além da perda de memória e da auto-estima exagerada, também gera um pseudo aumento de QI nas mais variadas áreas. É impressionante como que o sucesso parece ampliar do dia para a noite a capacidade intelectual de certas pessoas. O dito cujo que estudou até a quinta série com muita dificuldade, ao alcançar o sucesso, age como se tivesse pós-doutorado em Harvard com especialização emmarketing, administração, design, mídia digital, dress code, fotografia, decoração, culinária, teologia (como tem pastor e pastores no meio artístico, só não sei em qual seminário estudaram ou qual igreja estão atuando, mas que tem, isso tem!!!) e um monte de outras matérias. Ou seja, o sucesso deve trazer o conhecimento por osmose ou simples milagre.

O sucesso também amplia consideravelmente o rol de amizades. O cara de sucesso está sempre rodeado de amigos, todos muito sorridentes. Tudo bem que até tornar-se sucesso, muita gente torceu o narizpara aquele rapaz. Teve gente até que ajudou a bloquear o caminho daquele promissor artista rumo ao estrelato, mas que tempos depois, não perde a oportunidade de sair nas fotos com aquele sorriso largo, fazendo algum gesto característico.  Fotos devidamente postadas e com legendas do tipo “o meu querido irmão”, “o meu amigo do peito” e loas constantes ao sucesso do referido artista são constantes. É fundamental demonstrar intimidade, então apelidos são muito bem vindos!

O sucesso, sem dúvida, melhora o humor! Já viu como o cara que alcançou o ápice da carreira ri de tudo? O cara posta fotos no avião sorrindo … posta fotos diante daquele prato de camarões empanados com todos os seus dentes à mostra … posta fotos fazendo careta mesmo em manifestações públicas de caráter absolutamente sérias … o indefectível KKKKKKKKKKK fazparte de 90% das legendas de seusposts nas redes sociais. O sucesso deve aumentar a produção de endorfina no organismo. Quem sabe?

O sucesso é bom, mas ele é perigoso. Ele pode trazer uma falsa unanimidade. Pode induzir à idéia de que o artista realmente tem o apoio integral de todo o público e isto é uma das maiores mentiras da história. O público não aceita deslizes, mesmo de seus queridos artistas. Da mesma forma que o público se identifica com a arte e o talento daquele determinado intérprete, ele muda de lado ao perceber a transformação do caráter inicial do artista. É muito comum ouvirmos a expressão de que aquele artista era bom até ter o seu trabalho reconhecido em larga escala. O sucesso transforma e em boa parte das vezes, para pior, muito pior. Só não percebe isso quem está inebriado pelo poder deste mesmo sucesso e geralmente a percepção, o bom senso só sãorecobrados quando a água já está no pescoço!

O sucesso é bom. Confesso que trabalho constantemente por alcançar o sucesso em minha profissão. Ele é motivador, instigante, me estimula a buscar conhecimento, a ampliar horizontes. Acho que podemos elencar três pilares fundamentais para o sucesso pleno. O mais comum é associarmos o sucesso às questões profissionais e consequentemente financeiras. Neste caso, foco, determinação, talento, conhecimento, escolhas certas são alguns aspectos que devemos observar com critério. Outro pilar do sucesso pleno é a família. De que adianta ter o sucesso profissional e ser um fracasso no lar? Infelizmente temos inúmeros casos de pessoas extremamente bem sucedidas no âmbito profissional que vivem e viveram catástrofes na família. Nada deve ser maisimportante do que a paz, a saúde, o amor e a dedicação no meio familiar. Osempregos se vão. As empresas se vão. As relações comerciais se vão … os laços familiares permanecem. Busque o sucesso na sua família! Por fim, o terceiro e mais importante pilar, o sucesso espiritual. Propositadamente elenquei os 3pilares em ordem crescente, ou seja, do menos importante para o mais relevante. Nada será mais importante para a eternidade do que uma relação saudável, transparente e de sucesso com o Criador. Podemos ser fracassados profissionalmente, ou até ter uma vida familiar conturbada, mas jamais podemos imaginar uma vida de pobreza na relação com Deus. Sucesso pleno é conquistar os objetivos profissionais mantendo o equilíbrio e a saúde nas relações familiares e mantendo uma vida espiritual intensa e comprometida com Deus. Isso sim é sucesso!

O sucesso é bom … e especialmente no âmbito artístico gospel ele pode ser perpetrado por muitos anos. Basta manter as portas abertas, viver com simplicidade, respeitando-se a todos à sua volta,buscando conhecimento e apoio de profissionais, lideranças e amigos de verdade. Trabalhe como se nunca tivesse conquistado nada! Seja gentil. Nunca creia que as suas conquistas foram fruto somente de seu próprio esforço. Reconheça quem te ajudou no passado. Reconheça o carinho e cuidado de Deus. Jamais caia natentação de caminhar sozinho! Ou seja, siga como um autêntico cristão. Simples assim. O resto é consequência.

 

Boa semana!

Mauricio Soares, jornalista, conversador inveterado e alguém que já conviveu com muitos artistas que alcançaram o sucesso. Uns souberam conduzir muito bem com esta fase e outros nem tanto … mas o sucesso é bom!

Notícias relacionadas

0 360

0 528
  • http://cantorajosyelem.com/ Josyelem

    Achei muito humano esse texto. Parabéns Maurício Soares! Inspirador!