SHOPPING CART

Observando artistas potenciais e o processo de contratação

cds
Diariamente recebo remessas de CDs de artistas almejando espaço numa gravadora. Em minha sala tenho um acervo de mais de 600 títulos dos mais variados estilos e propostas musicais. Vivo esta rotina de receber CDs, seja pelo Correio, por amigos, em eventos ou mesmo pessoalmente em visitas, pelo menos há 10 anos. Ou seja, já tive seguramente mais de 3 mil CDs em mãos para avaliação.

Já recebi verdadeiros kits “de convencimento” com camiseta, releases, boné, chaveiro, fotos, postais, CD e DVD. Também costumo receber CDRs com produções caseiras de forma super simples. Independente se o CD vem acompanhado de um belíssimo material de apresentação ou numa simplória embalagem de papelão, tenho como hábito ouvir todo o material que me é entregue.

Nestes dias fui surpreendido por volta de 21h, saindo do escritório, depois de um dia exaustivo de trabalho, quando ao dirigir-me para o estacionamento um rapaz me abordou de forma simpática, chamando-me pelo nome. Parei para atendê-lo e me impressionei com a história daquele jovem. Nascido em Montes Claros, Minas Gerais e radicado em São Paulo, o rapaz trazia em mãos um CD demonstração. Com muita calma ouvi sua história.

Desde cedo este rapaz havia chegado ao Rio de Janeiro e visitado algumas gravadoras e no fim daquele dia entregava sua última esperança. Ele me confidenciava de que aquele seria justamente sua última tentativa de seguir na carreira musical. Com seus 20 e poucos anos aquele jovem demonstrou claramente que não queria arriscar sua vida num sonho intangível.

Nos próximos dias, a Sony Music estará lançando um documentário sobre a trajetória da dupla de maior sucesso da música popular do momento, Victor e Leo. Independentemente de você apreciar ou não a música destes artistas, este documentário vale demais a pena ser assistido. Neste filme podemos conferir a trajetória artística deles e entender um pouco da razão de tanto sucesso. Uma das passagens que mais me chamou a atenção tem a ver com o início da carreira deles.

Leo, conta de forma bastante engraçada a experiência do primeiro “show” deles numa lanchonete onde cantaram por mais de 2 horas e ao fim ainda ganharam o primeiro cachê, um sanduíche com refrigerante! O documentário destaca ainda que eles tocaram em bares e pequenos eventos durante muitos anos até conseguirem se destacar em algumas cidades do interior do país.

Este DVD vale ser assistido para reforçar a idéia de que com talento e perseverança podemos alcançar nossos objetivos.

Voltando ao meu dia a dia, dos 3 mil CDs ou mais que recebi ao longo destes anos, posso assegurar-lhes que não mais do que 5 ou 10 artistas foram contratados exclusivamente pela remessa de seus CDs. Hoje em dia, os processos de avaliação de um potencial artista para contratação passam diretamente pela web e “análise de campo”.

Quando ouvimos falar de um determinado artista, a reação de pesquisa é imediata. Fazemos uma busca no You Tube para ver os vídeos, clipes do artista e constatar a audiência do público. Também pesquisamos na página oficial do artista, suas redes sociais e demais informações do cantor. Se a primeira avaliação for positiva, partimos para uma nova pesquisa de mercado, analisando resultados de vendas dos produtos lançados.

Também busco conhecer a agenda do artista e a receptividade das mídias, principalmente rádios, às canções do cantor.

Se a avaliação continuar positiva, partimos para mais uma pesquisa, que chamamos de avaliação de performance, ou seja, programamos assistir uma apresentação ao vivo do artista em determinado evento pelo país. Geralmente essa avaliação ao vivo costumo fazer sem que o artista saiba de minha presença para eliminar qualquer atitude não-natural o que tornaria a avaliação inócua. Infelizmente nem sempre essa “espionada” se dá de forma anônima porque as notícias correm, mas tentamos manter o máximo de discrição possível.

Agora com o acesso mais democrático pelas redes sociais, não só tenho recebido CDs pelos canais normais, como também tenho sido bombardeado por indicações de clipes e músicas por parte dos internautas. Esse seguramente é o pior canal de contato, afinal se eu for parar a rotina de atividades diárias para assistir a todos os clipes e mp3 que me indicam, meu dia não irá render da forma que precisa.

Todo esse post é para tentar ilustrar os passos que podem levar um artista à melhor análise do A&R de uma gravadora.

Independente disso, como sempre friso nos textos, o importante é que o artista mantenha o foco na qualidade de sua obra. São muitos detalhes que devem ser observados e todos com enorme relevância.

Então, sucesso para você e observe com muita atenção todas as nossas dicas! Boa música!

____________________________________________
Mauricio Soares é tricolor e sempre diz alguma coisa aqui neste final. Como esqueceu, eu fui e coloquei.

71 Comments

Deixe uma resposta